Polícia Fim do mistério

Exame de DNA confirma que corpo encontrado é da empresária Lucilene

Principal suspeito de ser o autor do desaparecimento, sócio da empresária, chegou a ser preso em 2020, mas está em liberdade

Por Da Redação

27/04/2022 às 07:31:40 - Atualizado h√°

Um corpo encontrado h√° meses pela Polícia Civil foi confirmado hoje, por exame de DNA, como sendo da empres√°ria Lucilene Maria Ferrari, que contava com 48 anos de idade quando desapareceu, em Porto Ferreira (SP), em dezembro de 2019. O caso foi um dos mais midi√°ticos dos últimos anos, ganhando repercuss√£o nacional.

O principal suspeito de ser o autor do desaparecimento, Vanderlei Meneses, sócio da empres√°ria num hotel localizado na avenida Professor Henrique da Motta Fonseca Júnior, no Centro, chegou a ser preso em 2020, mas est√° em liberdade.

Segundo a Polícia Civil, o corpo de Lucilene foi encontrado h√° alguns meses em uma √°rea de mata de difícil acesso em Porto Ferreira, enterrado com cimento e cal. Familiares disseram que o corpo estava sem um bra√ßo e sem roupas. Um exame de DNA foi realizado e confirmou a compatibilidade com familiares dela.

Lucilene desapareceu no dia 24 de dezembro de 2019 e o próprio sócio registrou o caso na delegacia dois dias depois, segundo a advogada da família, Sandra Peporini. No dia do sumi√ßo, ela estava apenas com a roupa do corpo e, segundo o sócio, R$ 1,5 mil. Os dois celulares dela ficaram em casa.

A Polícia Civil abriu inquérito e interrogou o homem, mas ele entrou em contradi√ß√£o, segundo a advogada. "O Vanderlei disse que ela iria passar a véspera do Natal com a família em Descalvado, mas é mentira porque a m√£e dela conversou com ela no dia 24 de dezembro, na hora do almo√ßo, dizendo que estava indo para Descalvado. Perguntou se ela queria ir junto e a Lucilene disse que n√£o, que ela iria passar o Natal com o Vanderlei", disse a advogada ao g1 em fevereiro de 2020.

Ainda segundo a advogada, a localiza√ß√£o do celular de Vanderlei aponta que ele estava em uma √°rea de mata no dia 25 de dezembro. Contudo ele afirma que estava no hotel. A polícia também coletou amostras de sangue no hotel, mas os resultados n√£o foram divulgados.

No dia 29 de fevereiro de 2020, a Secretaria de Seguran√ßa Pública informou que Vanderlei Meneses foi preso temporariamente após pedido da Polícia Civil, mas n√£o foi detalhada a acusa√ß√£o, pois o caso seguia em segredo de Justi√ßa. Ele foi solto dois meses depois.

Fonte: Jornal do Porto e g1
Comunicar erro
O Santaritense Digital

© 2022 Copyright © 2021 - O Santarritense - Todos os direitos reservados
Rua José Bonifácio, 117, Centro, Santa Rita do Passa Quatro (SP)

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

O Santaritense Digital